Hoje é dia de Dolangue:18 February, 2020

Espírito de Jezabel atormenta moradores de Colombo

Um vídeo está ganhando muita notoriedade nas redes sociais. Trata-se de uma denúncia dos moradores da cidade de Colombo-Pr, região metropolitana de Curitiba, que estão apavorados devido ao constante contato com espíritos.

ENTENDA COMO TUDO COMEÇOU                                                                                                                       

Alguns moradores já haviam denunciado e apontado algumas aparições bizarras na cidade. Sendo a grande maioria delas, em áreas rurais. A chamada “Jezabel de Colombo” ou Espírito de Jezabel”, já foi motivo de diversas reclamações e dezenas de relatos sobre o caso. O fato é que muitas destas denúncias foram prontamente engavetadas pelos órgãos públicos. Convenhamos, quem acreditaria ou teria coragem de avaliar um caso que visa capturar um espírito?

Porém, novos capítulos da história despertaram o medo e a certeza que estavam diante de uma história real. A maior reclamação por partes dos moradores, eram sobre barulhos e gritos na calada da noite, que além de impedir o sono, causavam alvoroço nos bichos da fazenda. Houve também denúncias de ferimentos em animais próximos a região. A primeira denúncia registrada na cidade foi no mês de novembro – segundo relatório da delegacia local.

O tempo passou e cansados do descaso por parte do município, um grupo de moradores levou o caso ao deputado Kalim Guinha, de Araucária. O parlamentar e ativista espiritual já denunciou sobre as “academias ao ar livre” terem sido dominadas por espíritos malignos. Kalim prontamente acatou a demanda dos moradores e fez um alarmante texto em seu twitter.

As imagens que vamos ver agora, mostram o espírito em pleno entardecer levitando em cima de um morro da cidade. As imagens são aterrorizantes, confira:

Resta agora, saber qual será o posicionamento do município e órgãos públicos locais com relação a isso.

Me chamo Dolangueiro. Tudo que posto neste site é dolangue. Não tenho tempo para apurar os fatos. Tá na internet, é verdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *