Hoje é dia de Dolangue:27 January, 2020

Selfie termina em orações em Almirante Tamandaré

O que era para ser uma simples selfie em família, acabou gerando medo, questionamentos, risadas e acima de tudo, união. Conheça a história da família Oliveira, de Almirante Tamandaré – região metropolitana de Curitiba.

Era por volta das 19h da noite quando Clóvis Fagundes, 41 anos, decidiu reunir parte da família para um churrasquinho em plena terça-feira (17/12). Todos ficaram animados, exceto Cleide Fagundes, irmã de Clóvis que informou estar com insônia e mal-estar há dias. Porém, ela foi mesmo não estando “100%” para não ser a chata da família.

Churrasco rolando, todos comendo e conversando e até aí, tudo normal. Eis que Caio Augusto, filho da dona Cleide decide registrar o momento e tirar a famosa selfie. Com todos sorrindo e já levemente embriagados, o jovem tirou a foto e imediatamente vai ver como ficou para postar em suas redes sociais. Foi aí que o riso deu lugar a insegurança. Ao ver a foto, Caio correu para o banheiro com o celular, lavou o rosto e pensou que fosse coisa de sua cabeça – o que infelizmente não era.

Logo após voltar do banheiro, já convicto do que havia visto e apavorado decide mostrar para o restante de sua família – que de início riu, achando que fosse brincadeira do garoto. Segundos depois, Cleide disse que a atmosfera do churrasco havia mudado e nos deu mais detalhes. Confira:

“Eu realmente não queria ir. Sabe quando você sente que algo está muito errado? Em casa eles tiram sarro porque eu vou a igreja, mas é acontecer essas aparições demoníacas que eles recorrem a mim. Já tinha sido revelado na igreja que o Diabo estava rondando nosso bairro, todos sabiam disso. Não foi por falta de aviso! Assim como sabiam também que Deus daria livramento.

No momento que o Caio me mostrou a foto e todos perceberam que aquilo era algo sobrenatural, dobraram os joelhos e clamaram. Demorou um pouco, mas aquela atmosfera saiu do nosso quintal. Agora todo mundo disse que vai a igreja comigo domingo, rs”

Cleide ainda revelou que devido ao calor, é comum a presença do demônio e disse: Podem tirar foto e tirar as próprias conclusões. Aqui nesta casa é a primeira vez que acontece a aparição, mas temos registros de pelo menos 10 fotos com o cão. Mas é como sempre digo, maior é o que está em nós!

E você, acredita nas palavras da Dona Cleide? Deixe seu comentário.

 

Me chamo Dolangueiro. Tudo que posto neste site é dolangue. Não tenho tempo para apurar os fatos. Tá na internet, é verdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *